Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Para Tábata, extinção de 4 processos do PDT reforça ‘perseguição’

Equipe BR Político

A deputada Tabata Amaral (PDT-SP) acredita que a extinção de quatro dos oito processos do seu partido abertos contra parlamentares que votaram a favor da reforma da Previdência, contrariando orientação partidária, pode beneficiá-la juridicamente. Ela está no grupo dos que aguardam decisão judicial do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para deixar o partido sem perder o mandato. “A única coisa que eles fizeram foi sinalizar que não foi tão grave assim o que aconteceu. Acho que cabe a eles explicar à Justiça porque a perseguição pessoal em torno do meu nome. Não muda os prazos, não muda a minha defesa. Eles mostram que foi sim por razões políticas, houve perseguição em relação a mim e eles agora expliquem o porquê, porque eu não entendi até hoje”, disse ela neste sábado, 23.

Tudo o que sabemos sobre:

Tabata AmaralPDT