Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Marcelo de Moraes

Paraíba: PF mira lavagem de dinheiro desviado da Saúde e da Educação

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Ação conjunta da Polícia Federal, Procuradoria-Geral da República e a Controladoria-Geral da União deflagrada na manhã desta terça, 27, investiga o desvio de verba da Saúde e da Educação da Paraíba. A ofensiva é a nona etapa da Operação Calvário, e busca juntar provas sobre crimes identificados nas fases anteriores da investigação, principalmente o de lavagem de dinheiro.

Cerca de 80 agentes cumprem 10 mandados de busca e apreensão nas cidades de João Pessoa, Bayeux, Cabedelo (PB), Aracaju (SE) e no Distrito Federal. Os mandados foram expedidos pelo ministro do Superior Tribunal de Justiça Francisco Falcão, uma vez que a investigação mira supostos delitos praticados pelo atual governador da Paraíba, João Azevêdo (Cidadania) e por três conselheiros do Tribunal de Contas do Estado.

Segundo a PGR, os supostos delitos teriam sido praticados pelo conselheiro do Tribunal de Contas do Estado Arthur Paredes Cunha Lima e por operadores de uma das organizações sociais investigadas, que recebiam propina de fornecedores. O esquema investigado teria começado em 2011 e envolveria a contratação de organizações sociais para gerir recursos públicos. De acordo com as apurações, as OSs direcionavam os gastos de hospitais para determinados fornecedores, que, posteriormente, repassavam parte do valor a agentes públicos.