Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Paralisação depende do governo, diz representante

Equipe BR Político

O caminhoneiro Wanderley Alves, conhecido como Dedeco, voltou a assombrar o governo com a possibilidade de paralisação no próximo dia 29. Antes de se reunir com o ministro Tarcísio Vieira, com outros representantes do setor, nesta tarde de segunda, 22, o curitibano afirmou que “a resposta de paralisação ou não vai ser do governo”.

O presidente da Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos (CNTA), Diumar Bueno, também disse o mesmo. Segundo ele, as principais reivindicações são definições claras para o tabelamento do frete e fiscalização desse cumprimento. Dedeco também disse esperar que o governo adote rapidamente o “gatilho” formado pela revisão da tabela do frete atrelada aos reajustes do preço diesel. Para os dois representantes, o governo fechou as portas do diálogo para o setor.

Tudo o que sabemos sobre:

caminhoneirosDedeco