Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Parente decidiu sair na quarta

Marcelo de Moraes

Pedro Parente decidiu pedir as contas na Petrobrás já na quarta-feira quando viu que caminhava para se tornar o “bode expiatório” da crise provocada pela paralisação dos caminhoneiros.

Insatisfeito com as críticas que recebeu, aonde a oposição e governistas se uniram para dizer que a estatal “explorava os brasileiros em troca de lucro” e que ele “servia aos interesses de acionistas estrangeiros, Parente decidiu que era melhor ir embora do cargo. / Marcelo de Moraes

 

 

Tudo o que sabemos sobre:

pedro parente