Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Parlamentares pedem votação do Fundeb

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Parlamentares e partidos emcamparam uma campanha pela votação da proposta que institui um novo Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) no Congresso nesta terça-feira, 7. Políticos da oposição e de partidos de centro, como o DEM, da relatora da proposta, deputada Dorinha Rezende (TO), fizeram uma série de publicações nas redes sociais. No domingo, 5, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou que pretende levar a votação a plenário na Casa na semana que vem.

Educação: detalhe de criança preenchendo livro na escola

Educação: detalhe de criança preenchendo livro na escola. Foto: Gabriela Biló/Estadão

Se a proposta não for votada até o final do ano, o fundo não terá continuidade. Em vigor desde 2007, o Fundeb atual é temporário e será extinto em dezembro. Trata-se do principal mecanismo de financiamento à educação básica do País. O deputado federal Marcelo Freixo (PSOL-RJ) entrou na campanha, defendendo que a não renovação do fundo fará a educação “entrar em colapso.” A página da liderança do PT na Câmara, também divulgou campanha em favor da votação com vídeos dos deputados Rosa Neide (MT), Carlos Veras (PE) e Enio Verri (PR). A deputada Lídice da Mata (PSB-BA) insistiu no aumento da participação da União no financiamento do fundo, ponto de maior polêmica na proposta, que já está com texto pronto.

O perfil do Democratas no Twitter também lançou campanha pela aprovação do fundo, que esteve em vias de ser aprovado desde fevereiro. Do mesmo partido, a relatora da proposta na Câmara, Dorinha Rezende, escreveu: “Precisamos do Fundeb aprovado para organizar e garantir o maior financiamento da educação básica, do atendimento da criança, da creche até o final do ensino médio”.

Tudo o que sabemos sobre:

fundebvotaçãocâmara