Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Partidos se mobilizam contra MP da escolha de reitores

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Oito partidos do Congresso Nacional já estão se articulando para tentar derrubar por vias judiciais a medida provisória que dá a Abraham Weintraub o poder de escolher reitores temporários das universidades federais durante a pandemia. PSB, PDT, PT, PSOL, PCdoB, Rede, Partido Verde e o Cidadania apresentaram uma ação direta de inconstitucionalidade (Adin)  ao Supremo Tribunal Federal contra a MP.

Outra frente que está sendo trabalhada é a devolução da medida provisória. O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) pediu formalmente ao presidente da Casa, Davi Alocolumbre (DEM-AP) devolva imediatamente a MP. “A MP 979 tem apenas um objetivo: interferir na autonomia das Instituições Federais de Ensino. Não vamos admitir esse tipo de medida autoritária e antidemocrática”, justificou Rodrigues.

A ação pede a imediata suspensão da medida. Na prática, ela elimina a necessidade de consulta pública ou lista tríplice para a escolha dos reitores. Isso daria poder para Bolsonaro e Weitraub interferirem nas universidades, lhe tirando a autonomia. Por mais de uma ocasião, o atual titular do MEC fez críticas contra as federais, consideradas pelo bolsonarismo como um “antro de doutrinação” esquerdista.