Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Paulo Marinho sai calado de depoimento na PF

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O empresário Paulo Marinho saiu calado do depoimento que prestou à Polícia Federal nesta quarta-feira, 20. O empresário, que no último final de semana revelou que um delegado da Superintendência da PF no Rio adiantou ao senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) o início da operação Furna de Onça, disse que não iria comentar sobre o caso com a imprensa. A justificativa foi de que o processo é “sigiloso”.

“Para não prejudicar as investigações, não posso dar nenhuma declaração a respeito do meu depoimento. Em respeito a vocês que estão aqui desde as duas da tarde, vim dar essa declaração”, disse, rapidamente, Marinho. Dentre as afirmações feitas na entrevista à Folha dada no último sábado, o empresário, que é pré-candidato do PSDB à prefeitura do Rio, falou que o delegado que repassou informações para Flávio ainda teria dito que a operação seria atrasada para não prejudicar Jair Bolsonaro na disputa do segundo turno das eleições de 2018.