Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Pazuello diz que governo só distribui cloroquina ‘demandada’

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Mesmo sem ter eficácia comprovada cientificamente no tratamento da covid-19, de acordo com o ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, o governo federal não tem dado conta de atender nem metade das demandas por hidroxicloroquina no País.

Ministro interino Eduardo Pazuello. Foto: Gustavo Sales/Câmara dos Deputados

Em audiência pública na comissão que acompanha a situação fiscal da pandemia do novo coronavírus do Congresso, nesta quinta-feira, 13, ele afirmou que a pasta já distribuiu 5,3 milhões de doses do remédio, que ganhou popularidade no Brasil por causa da campanha feita pelo presidente Jair Bolsonaro, seguindo o presidente dos EUA, Donald Trump.

“Coloco de uma forma bem clara que nós atendemos demandas, nós não distribuímos sem demanda”, disse. O ministro foi convidado pelos parlamentares para explicar a logística de medicamentos e de testes para diagnósticos da doença para todo o País.

Em maio, a Casa Branca anunciou que o governo americano enviou 2 milhões de doses de hidroxicloroquina para o Brasil. Semanas depois, as autoridades do país revogaram a “a autorização de uso emergencial que permitia que o fosfato de cloroquina e o sulfato de hidroxicloroquina fossem utilizados para tratar certos pacientes hospitalizados com covid-19” fora de testes clínicos. Ainda em junho, a OMS encerrou por falta de resultados estudos com hidroxicloroquina.

Pazuello explicou que, no início da pandemia, o Ministério da Saúde precisou do auxílio de outras pastas para estruturar a compra de medicamentos para intubação de pessoas em estado grave. Segundo ele, o governo fez um esforço para localizar empresas que tinham os insumos e que, até o momento, foram repassados 3,4 milhões de kits de intubação para Estados e municípios, informou o Broadcast Político.

“Fizemos também aquisições internacionais junto à Opas, junto ao Uruguai, já executada, e estamos também fazendo uma terceira etapa com a União Europeia. Esses medicamentos do Uruguai já foram recebidos, com apoio do Ministério da Defesa, e distribuídos para Estados do Sul. Os medicamentos da Opas estão para chegar esta semana, de uma licitação internacional. O acordo da União Europeia também, nos próximos 15 dias.”

 

Tudo o que sabemos sobre:

Eduardo PazuellohidroxicloroquinaCovid-19