Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Marcelo de Moraes

Pazuello fala que Brasil está preparado para vacinação, mas não dá data

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, convocou cadeia de rádio e televisão para avisar a população que “o Brasil está pronto” para iniciar sua campanha de vacinação. Entretanto, o general não falou em data. Preferiu dizer apenas que há condições para a imunização da população contra o coronavírus comece ainda em janeiro.

“Hoje, o Ministério da Saúde está preparado e estruturado em termos financeiros, organizacionais e logísticos para executar o Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19”, disse o ministro. Pazuello também contabilizou seringas e agulhas adquiridas por Estados e municípios para afirmar que há 60 milhões de unidades dos suprimentos disponíveis para a campanha de vacinação.

Nos últimos dias, Pazuello foi criticado por não conseguir adquirir seringas suficientes. O presidente Jair Bolsonaro suspendeu a compra dos equipamentos “até que o preço volte à normalidade”.

O ministro também avisou que Bolsonaro assinou na noite desta quarta-feira, 6, uma medida provisória que permite a compra de vacinas sem a aprovação da Anvisa, e que dá a responsabilidade ao Ministério da Saúde pela campanha de imunização. Ainda avisou que o Brasil deverá ter 354 milhões de doses até o fim de 2021, incluindo vacinas feitas pelo Instituto Butantan.

Foi o primeiro pronunciamento de Pazuello em rádio e televisão desde que assumiu o cargo de ministro. O Brasil deve chegar nesta quinta-feira, 7, a marca de 200 mil mortos devido à covid-19.