Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

PCC manda recado nesta pandemia

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O Primeiro Comando da Capital (PCC) determinou que seu departamento jurídico – a chamada sintonia dos gravatas – procure, em razão da pandemia de covid-19, integrantes da facção que tenham HIV, sejam diabéticos, tuberculosos ou doenças cardíacas respiratórias e imunodepressoras. Os advogados devem pedir prisão domiciliar para esses detentos, não importando os crimes que eles praticaram, informa o repórter especial Marcelo Godoy, do Estadão. A organização criminosa ainda orientou seus advogados a pedir regime domiciliar para gestantes e lactantes e para os presos que cometeram crimes sem violência. Por fim, a facção quer a substituição das prisões temporárias por tornozeleiras eletrônicas e a progressão adiantada da pena para quem já cumpriu a maior parte do que era previsto em regime fechado. Duas semanas atrás, cerca de 1.300 presos fugiram de quatro presídios de São Paulo, maioria deles recapturada dias depois.

Tudo o que sabemos sobre:

PCCpandemiacoronavírus