Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

PCdoB troca foice e martelo por logo verde e amarela em campanha

Alexandra Martins

O PCdoB trocou a foice e o martelo para disputar prefeituras e Câmaras Municipais em outubro por uma logomarca verde e amarela no chamado Movimento 65, referência ao número do partido. O maior representante da legenda, o governador Flávio Dino (MA), apresentou em vídeo a iniciativa como um espaço para discutir “a boa política, bons rumos para o país e possibilitar candidatura de pessoas progressistas às prefeituras e Câmaras Municipais”.

Além de convidar as pessoas para se filiarem ao partido, Dino aproveita a oportunidade para fazer o merchand de “mil obras educacionais” executadas no Maranhão por sua gestão e do cheque-gestante. O único momento em que o nome do PCdoB é mencionado é na última frase da gravação de 1 minuto e 22 segundos. “A legenda meia cinco do PCdoB está de portas abertas para você”.

Como você tem lido aqui no BRP, o nome de Dino ora surge como vice do eventual presidenciável Luciano Huck, ora surge como alternativa para compor chapa com o PT nas eleições presidenciais de 2022. O que ele admite, sem polemizar com o ex-presidente Lula, é a postura em defesa da união de campos da esquerda e de centro para enfrentar o presidente Jair Bolsonaro daqui a três anos. “Eu cito como exemplo o palanque histórico da eleição de 1989 em torno da candidatura do ex-presidente Lula, em que estavam presentes o Mário Covas que era do PSDB, Ulysses Guimarães (MDB) e Leonel Brizola (PDT)”, disse ele na semana passada ao BRP.

 

Tudo o que sabemos sobre:

Flávio DinoMovimento 65M65