Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

PDV da Caixa preocupa sindicato

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

A Caixa Econômica Federal deve perder mais 7,2 mil empregados até o final deste ano. Esta é a estimativa do próprio banco com o novo Programa de Desligamento Voluntário (PDV), cujo período de adesão começou na segunda-feira, 9, e vai até o próximo dia 20. Nos últimos seis anos, a estatal perdeu aproximadamente 17 mil bancários em todo o país. Chegou a ter 101 mil trabalhadores em 2014, e hoje conta com cerca de 84 mil empregados. Confirmada a estimativa para este PDV, a perda de 7,2 mil profissionais, apenas com este programa, representará mais de 40% do total de desligamentos entre 2014 e este ano (17 mil).

Este ano, por determinação judicial, a Caixa contratou aproximadamente 300 aprovados no concurso de 2014.

“Os empregados da Caixa fizeram e continuam fazendo um trabalho essencial ao Brasil, mostrando que o banco é imprescindível. A falta de trabalhadores agrava não só a jornada diária dos bancários como também pode comprometer a qualidade da assistência à sociedade”, diz o presidente da Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal (Fenae), Sérgio Takemoto.

Tudo o que sabemos sobre:

FenaeCaixaempregados