Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Pensamento pessoal x política de Estado

Equipe BR Político

Ao misturar religião com a indicação de ministros ao STF, o presidente Jair Bolsonaro, mais uma vez, confunde seu pensamento pessoal com as decisões de Estado. É o que opina o jornalista Merval Pereira, em artigo no Globo, neste sábado, 1. Segundo ele, trata-se de mais um erro republicano do presidente.

“Precisa se acostumar com o fato de que a opinião dele tem que refletir os anseios da sociedade e o interesse do Estado, e não há interesse em ter um evangélico no STF – nem evangélico, nem católico, nem de qualquer outra religião. Se houver um evangélico com competência, que seja indicado, mas não por sua religião”, argumentou o colunista.