Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Perspectiva de contração

Equipe BR Político

Quem assumir a Presidência em janeiro de 2019 vai definir os rumos do crescimento (ou não) do País daqui para frente. Mas a perspectiva não deixa de ser de contração, afirma Angela Bittencourt no Valor.

A colunista explica que, mesmo que as pesquisas de intenção de voto mostrem um candidato reformista à frente, como quer o mercado, isso não é garantia de crescimento. Afinal, o precedente não é favorável. Em 2016, Michel Temer frustrou as apostas de reformas para 2017. Soma-se a isso o fato de que o Congresso só começa a funcionar em março.

Tudo o que sabemos sobre:

Economia