por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Petistas não querem governador junto de Bolsonaro em evento na Bahia

Marcelo de Moraes

Com a ida de Jair Bolsonaro à Bahia, na próximas terça, para inaugurar o novo aeroporto de Vitória da Conquista, integrantes do PT local defendem que o governador Rui Costa não participe do evento ao seu lado. Segundo o líder do governo na Assembleia Legislativa da Bahia, deputado Rosemberg Pinto, a primeira razão para Rui Costa não ir seria em protesto ao “preconceito do presidente contra os governadores do Nordeste”. O outro motivo, mais estratégico, é que a plateia do evento deverá ser muito mais pró-Bolsonaro do que a favor de Rui. Assim, além de ser baixo o risco de protestos contra Bolsonaro por conta de suas declarações, já que a plateia será selecionada previamente, ainda há o perigo de o governador ser vaiado.

“O governador Rui Costa deveria cancelar a participação, ao lado de JairvBolsonaro, da inauguração do novo Aeroporto de Vitória da Conquista. Primeiro, pela deselegância e preconceito do presidente contra os governadores do Nordeste. Segundo, Jair Bolsonaro quer organizar um evento só para a elite. Nós queremos uma cerimônia para o povo. Além do mais, só poderão participar 300 convidados. O governador Rui Costa só terá direito a convidar 70 pessoas”, diz Rosenberg. “O prefeito de Vitória da Conquista, Hérzem Gusmão, terá direito a 50 convidados e o presidente outros 150 convidados, além de 30 jornalistas. Ou seja, serão 200 pessoas para vaiar o governador Rui Costa”, diz, defendendo que Rui realize outro ato de inauguração “após o evento organizado pela Presidência da República”. “Pode ser na parte da tarde do dia 23, ou no dia 24 ou 25, quando o aeroporto começará a operar voos comerciais para São Paulo e Minas Gerais”, avalia. /Marcelo de Moraes