Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

PF e MPF fazem operação com base em delação de Palocci

Equipe BR Político

A Polícia Federal e o Ministério Público Federal deflagraram na manhã nesta quinta-feira, 7, a Operação Appius, para investigar supostas propinas pagas pela empreiteira Camargo Corrêa a agentes públicos com o objetivo de suspender e anular a Operação Castelo de Areia. A ação apura os crimes de corrupção passiva e ativa e de lavagem e ocultação de ativos, de acordo com o Blog do Fausto.

Ex-ministro Antonio Palocci. Foto: André Dusek/Estadão

A investigação tem como base a delação premiada do ex-ministro Antonio Palocci, que apontou “o pagamento indevido de R$ 50 milhões, por parte do Grupo Camargo Corrêa, às campanhas do PT no pleito do ano de 2010 e para o qual concorrera a ex-presidente Dilma Rousseff, com objetivo de obter auxílio do governo federal na anulação da Operação Castelo de Areia junto ao Superior Tribunal de Justiça”

Estão sendo cumpridos quatro mandados de busca e apreensão em São Paulo e Fortaleza. As ordem foram expedidas pela 6ª Vara Federal Criminal de São Paulo. A empreiteira ainda não se manifestou sobre a operação.