Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

PF indicia Lula, Palocci e Odebrecht por suspeita de propina

Equipe BR Político

A Polícia Federal indiciou o ex-presidente Lula, o ex-ministro Antonio Palocci (Casa Civil e Fazenda), Paulo Okamotto (presidente do Instituto Lula) e Marcelo Odebrecht por lavagem de dinheiro. O indiciamento é referente a um pagamento de R$ 4 milhões da empreiteira ao Instituto Lula entre dezembro de 2013 e março de 2014. Além de lavagem de dinheiro, a PF atribuiu ao empresário o crime de corrupção ativa e, aos demais, os crimes de corrupção passiva.

Segundo o Estadão, o relatório da PF se baseou em documentos da própria Odebrecht, que, segundo o texto, indicam a existência de uma “conta-corrente informal de propinas”. “As evidências mostraram que os recursos transferidos pela Odebrecht sob a rubrica de ‘doações’ foram abatidos de uma espécie de conta-corrente informal de propinas mantida junto à construtora, da mesma forma ocorrida com aqueles destinados à aquisição do imóvel para o Instituto Lula”, diz o relatório assinado pelo delegado Dante Pegoraro Lemos, da Superintendência Regional da PF em Curitiba.

Tudo o que sabemos sobre:

OdebrechtpalocciLula