Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

PF prende Sara Winter

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

A Polícia Federal prendeu nesta segunda-feira, 15, em Brasília (DF), a militante bolsonarista Sara Winter, coordenadora do grupo pró-governo “300 pelo Brasil”. A prisão ocorre na esteira dos atos do último final de semana contra o Supremo Tribunal Federal. O pedido de prisão foi feito pela Procuradoria-Geral da República, segundo a CNN, e autorizado pelo ministro Alexandre de Moraes, do STF.

A ativista bolsonarista Sara Winter, ex-secretária da ministra Damares Alves, com o presidente Jair Bolsonaro

A ativista bolsonarista Sara Winter, ex-secretária da ministra Damares Alves, com o presidente Jair Bolsonaro Foto: Reprodução

Sara é investigada no inquérito das fake news, que apura ataques e ameaças contra o Supremo. No fim do mês passado, ela foi alvo de busca e apreensão e fez ameaças ao relator do caso, ministro Moraes.

Ontem, o presidente do STF, Dias Toffoli pediu a investigação dos participantes e financiadores do ato que lançou fogos de artifício contra a sede do STF, citando inclusive “eventual organização criminosa”. Toffoli resolveu representar contra Renan da Silva Sena e outros envolvidos que forem identificados. Sena, identificado como autor do lançamento de artefatos explosivos contra o prédio do STF e por xingamentos a autoridades, foi preso na tarde de ontem pela Polícia Civil do Distrito Federal.

Tudo o que sabemos sobre:

Sara WinterpresaSTF