Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

PGR abre apuração preliminar contra Heleno após nota à nação

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O procurador-geral da República, Augusto Aras, enviou um ofício ao ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal, em que informa que a PGR solicitou “averiguação preliminar” sobre a “nota à nação” em que o ministro Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno, afirmou que um eventual pedido de apreensão do celular do presidente Jair Bolsonaro poderia “ter consequências imprevisíveis” para a estabilidade do País.

Procurador-geral da República, Augusto Aras

Procurador-geral da República, Augusto Aras Foto: Dida Sampaio/Estadão

“Caso surjam indícios mais robustos de possível prática de ilícitos pelo representado, será requerida a instauração de inquérito criminal no STF, para adoção das medidas cabíveis”, escreveu Aras no ofício.

A reação em tom ameaçador foi uma resposta à decisão do decano de encaminhar para análise da PGR um pedido de apreensão dos celulares do presidente Bolsonaro e seu filho, o vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ). No caso, a solicitação foi apresentada pelo PDT, PSB e PV.