Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

PGR poderá ser da ‘cota pessoal’ de Bolsonaro

Equipe BR Político

O presidente Jair Bolsonaro pode preterir as indicações da lista tríplice da Associação Nacional de Procuradores (ANPR) ao cargo de procurador(a)-geral da República caso leve adiante mesmo a ideia de fazer uma escolha “pessoal”, conforme disse recentemente a aliados, informa a coluna Painel da Folha. No sábado, a atual ocupante do cargo, Raquel Dodge, que não se inscreveu para a disputa da ANPR, afirmou estar “a serviço do País”. Enquanto uma ala de aliados do presidente defende um nome “linha dura” para chefiar o Ministério Público Federal, o Centrão, nos bastidores, já se movimenta em direção oposta.

Tudo o que sabemos sobre:

PGR