Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Piauí vai comprar cloroquina e hidroxicloroquina

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Depois de o ministério da Saúde liberar o uso da cloroquina e hidroxicloroquina no tratamento da covid-19 em pacientes críticos, o governador do Piauí, Wellington Dias (PT), anunciou a compra dos medicamentos, além de azitromicina.

Foto: Governador do Piauí, Wellington Dias/ Divulgação

“Autorizei ao secretário de Saúde, Florentino Neto, a partir de orientação do Comitê de Organização Emergencial (COE), a compra de mais medicamentos à base de cloroquina e hidroxicloroquina. Autorizei também a compra da azitromicina para compor o coquetel”, disse o governador, nesta quarta-feira, 8.

Segundo o petista, para dar “segurança tanto para o médico quanto ao paciente” o Estado está elaborando um “protocolo de segurança” para a administração dos remédios. “Eles estão dialogando com profissionais do Ceará e do Pará e esse documento deve sair ainda nesta quarta-feira.

No protocolo já usado no Ceará e Pará, as substâncias são administradas no estágio inicial da covid-19, com o objetivo de fazer com que os primeiros sintomas não evoluam para as perigosas infecções pulmonares. Seria nesse caso, utilizado o coquetel da hidroxicloroquina com a azitromicina.

A cloroquina tem sido experimentada em casos confirmados de covid-19 em todo mundo. O medicamento é usado originalmente para tratamentos de malária e doenças reumáticas”, destacou o governador.