Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Planalto: ‘Bolsonaro quis caracterizar distorção do espírito momesco’

Equipe BR Político

Após o presidente Jair Bolsonaro ser criticado pela divulgação do vídeo escatológico em seu Twitter, o Palácio do Planalto emitiu uma nota oficial para tentar explicar a intenção do presidente com o ato. O texto defende a decisão de Bolsonaro em publicar as imagens de um homem urinando sobre o outro, supostamente gravadas em um bloco na festa, dizendo que é um “crime que violenta valores familiares e as tradições do carnaval”. Afirma, entretanto que Bolsonaro não quis “criticar o carnaval de forma genérica” e sim “caracterizar uma distorção clara do espírito momesco, que simboliza a descontração, a ironia, a crítica saudável e a criatividade da nossa maior e mais democrática festa popular”.