Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Plano Pró-Brasil não deve ser levado em consideração, diz Felipe Salto

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Para o diretor-Executivo da Instituição Fiscal Independente (IFI), o economista Felipe Salto, o plano de recuperação econômica elaborado pelo governo, o Plano Pró-Brasil, e o seu anúncio, estão fora de lugar. A avaliação foi feita por Salto, nesta quinta-feira, 23, ao Broadcast/Estadão.

O diretor do Instituto Fiscal Independente, Felipe Salto

O diretor do Instituto Fiscal Independente, Felipe Salto Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

Anunciado e nomeado na quarta-feira, 22, o projeto, que tinha o apelido de “Plano Marshall” em referência ao plano de recuperação dos países aliados após a Segunda Guerra Mundial, está sob o comando do ministro-chefe da Casa Civil, Walter Braga Netto, e não teve participação da equipe econômica do governo. Segundo o governo, ele traz medidas para a retomada da economia no período pós-pandemia que passam inclusive por investimentos em obras públicas.

“Vejo como um plano totalmente fora do lugar bem como seu anúncio. É um plano vazio. Não tem números e os números que tem aparecem apenas no discurso”, disse Salto, que criticou o anúncio feito sem a presença da equipe econômica. Perguntado se o plano, que sugere maior participação do Estado na economia, em contraposição ao pensamento liberal do ministro Paulo Guedes, não enfraqueceria a equipe econômica, Salto disse que não, pois “o plano não tem consistência”. “O plano não tem números. Os gráficos são vazios. Na verdade, esse plano nem é para ser levado em consideração”, disse.

Segundo ele, o anúncio em plena crise de saúde veio em momento errado. Salto avalia que o governo seria mais eficiente se ampliasse as medidas de combate ao coronavírus. “Os Estados estão pelejando com a falta de leitos e equipamentos para tratar os pacientes com coronavírus e o governo lança um plano que pode fragilizar ainda mais a já frágil situação fiscal”, disse.