Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Polícia Legislativa vai investigar ameaça contra senadores

Equipe BR Político

A Polícia Legislativa do Senado vai investigar as ameaças relatadas por senadores contrários ao decreto que flexibilizou o porte de armas no País bem como os parlamentares ameaçados poderão ter escolta policial, informa o Broadcast Político. O projeto que anula os efeitos do decreto do presidente Jair Bolsonaro está na pauta do plenário do Senado desta terça, 18. “O Senado vai dar todas as garantias para os senadores cumprirem seu mandato, então o que for deliberado para a presidência que a gente tiver clareza que é uma ameaça, nós vamos autorizar (escola)”, disse Davi Alcolumbre, presidente da Casa.

Randolfe Rodrigues (Rede-AP), Fabiano Contarato (Rede-ES), Eduardo Girão (Pode-CE) e Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB) relataram ataques sofridos a Alcolumbre. “Imagina essas pessoas com armas”, disse Girão. “Estou sofrendo muita pressão e sendo ofendido moralmente. São mensagens que visam que eu vote contra os projetos de decretos legislativos (PDLs) que suspendem as novas regras para porte e posse de armas, editadas pelo governo federal. Não vou recuar. Não me intimidam!”, diz nota publicada por Contarato.

Tudo o que sabemos sobre:

Davi Alcolumbresenado