Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Procurador diz que PM negou ajudar Ibama em ‘dia do fogo’

Equipe BR Político

O procurador da República Ricardo Negrini, do Ministério Público Federal no Pará, afirmou que a Polícia Militar do Estado paraense recusou-se a ajudar o Ibama a combater o “dia do fogo”, como ficou conhecida a data em que produtores rurais se organizaram para incendiar áreas da floresta amazônica para chamar atenção do governo. “Pedimos na época para que fosse feito algo para evitar isso (o “dia do fogo“), e o Ibama não conseguiu fazer porque não tem condições de garantir a própria segurança sozinho. E quando pediu apoio da Polícia Militar, a Polícia Militar recusou no Estado do Pará”, disse o procurador.

Rescaldo de incêndio em unidade de conservação ambiental em Manicoré, município na região amazônica

Foto: Gabriela Biló/Estadão

Além disso, Negrini também afirma que a PM tem se recusado a apoiar o Ibama em situações desse tipo nos últimos meses, principalmente em junho e julho.  Segundo o Broadcast Político, Negrini também denunciou a falta de recursos em órgão de combate ao desmatamento ilegal. “Não adianta anunciar medidas se não houver efetivo, policiais federais suficientes em Novo Progresso, delegacia, unidades do Ibama”, disse. “Algumas delas estavam praticamente abandonadas, sem servidores, sem condições de enfrentar poder econômico local, o mau agronegócio”.