Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Políticas públicas x instituições

Vera Magalhães

A partir de que ponto a retórica belicista de Jair Bolsonaro, voltada a vários setores da sociedade e mesmo a instituições, pode de fato abalar a estabilidade institucional e democrática? O cientista político Carlos Pereira tenta responder a essa questão em seu artigo desta segunda-feira no Estadão.

Para ele, governar de forma truculenta tem sido uma maneira usada por Bolsonaro para se manter próximo ao seu grupo de apoiadores mais fiéis. Ele propõe que, para se medir os impactos, seja feita uma distinção entre o que são políticas públicas e instituições. “Retrocessos institucionais desse tipo têm ocorrido em democracias eleitorais como Turquia, Venezuela, Polônia e Rússia. No Brasil, porém, em contraste com esses casos, é possível observar reação, ativismo e vigilância tanto da sociedade como de suas instituições contra os principais discursos, eventos e iniciativas com potencial iliberal do governo Bolsonaro”, escreve.