Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Por ‘atrapalhar’ Bolsonaro, Datena manda Guedes ‘pegar a mala e andar’

Alexandra Martins

Exclusivo para assinantes

Poucos dias depois de desistir da disputa eleitoral, o jornalista e apresentador Datena abriu seu programa na manhã desta quinta-feira, 20, na Rádio Bandeirantes, com forte discurso opinativo contra o ministro Paulo Guedes (Economia). O âncora era cotado para ser vice na chapa do prefeito Bruno Covas (PSDB) pela reeleição ou candidato pelo MDB a prefeito de São Paulo.

Datena concentrou suas críticas contra a política de austeridade do titular de Economia durante a pandemia do novo coronavírus. “O Paulo Guedes acha que inventou a economia, eu até gostava dele, ele acha que ele é o Keynes (um dos mais importantes economistas do século XX), sei lá quem ele acha que é. Mas se ele continuar com esse discursinho de ferrar o povo de uma forma geral no meio de uma pandemia, ele vai atrapalhar o Bolsonaro”, afirmou.

O apresentador relativizou a via apoiada pelo presidente Bolsonaro a favor do auxílio emergencial de R$ 600 por conter componente eleitoral. “O Bolsonaro, que de bobo não tem nada, nem jeito de andar nem cara, e é politico há 38 anos, há muito tempo, pensa diretamente no povo, mas, repito, pensa na campanha de 2022. Acho que ele (Bolsonaro) deve dar as benesses que o povo merece”, completou em referência à possibilidade de continuidade do auxílio, que deve ser anunciada pelo presidente em breve.

Segundo o jornalista, o presidente “finge” que ouve Guedes e “faz o contrário”, que o ministro “está perdido”, que Bolsonaro deixou de ouvir as teorias econômicas de Guedes, que o economista acha que está no primeiro mundo, que o “cara só quer falar em contenção de gastos” e que Guedes está “torrando a paciência querendo criar imposto”. E ainda: “Se o Paulo Guedes continuar querendo fazer o que ele quer, além do que o presidente quer, ele que pegue a mala dele e vá andar porque de cara que fica dando palpite para ferrar o povo nós já estamos é cheios”.

Datena fez também previsões: “Se o Paulo Guedes vacilar, inclusive, ele perde o emprego. Ou então vai ter que sair. Por que um monte de gente abandonou a equipe do Guedes? Se ele tivesse fazendo tudo certinho, por que boa parte deu no pé?”, questionou em referência à recente “debandada” de dois secretários da equipe econômica.

Tudo o que sabemos sobre:

DatenaPaulo GuedeJair Bolsonaro