Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Por Bolsonaro, congressistas americanos colocam-se contra acordo comercial com o Brasil

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

A imagem de Jair Bolsonaro no exterior pode atrapalhar futuros acordos comerciais do Brasil com os Estados Unidos, considerado pelo Planalto como grande aliado do País. Em uma carta para atual Representante de Comércio dos EUA, Robert Lighthizer, 24 parlamentares democratas do Comitê de Assuntos Tributários da Câmara tecem críticas ao atual presidente brasileiro e colocam “fortes objeções” a tratados e a expansão da parceria comercial com o Brasil.

“Desde seu primeiro dia no cargo, o Presidente Bolsonaro emitiu decretos executivos que enfraqueceram ou proteções eliminadas para grupos indígenas, afrodescendentes e comunidade LGBTQ +. A administração do presidente Bolsonaro também supervisionou um aumento significativo de violentas invasões de territórios indígenas e afro-brasileiros, bem como a violência contra líderes comunitários indígenas”, afirmam.

No mês passado, autoridades comerciais dos dois países falaram em intensificar os acordos comerciais, incluindo boas práticas regulatórios e transparências nas negociações. Os congressistas também citam o aumento do desmatamento na Amazônia e as políticas ambientais do atual governo como entrave. E pedem que os EUA utilizem as ferramentas de pressão que tem a disposição para promover “mudanças positivas” no Brasil.

“À luz de todas essas preocupações, nos opomos fortemente a perseguir qualquer tipo de acordo comercial com o governo Bolsonaro no Brasil. Melhorar a relação econômica EUA-Brasil em desta vez minaria os esforços dos direitos humanos, trabalhistas e ambientais brasileiros advogados para promover o estado de direito e proteger e preservar comunidades marginalizadas”, escrevem.