Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Por ‘transparência’, ANJ defende publicação de balanços

Equipe BR Político

Em nota divulgada há pouco, a Associação Nacional de Jornais (ANJ) se posiciona contra a MP 892 e defende a publicação de balanços de grandes empresas nos jornais. Segundo a entidade, a publicação permite a “transparência” das informações. A ANJ afirma ter recebido a medida com “surpresa e estranhamento”. A MP, publicada na edição desta terça-feira, 6, no Diário Oficial da União, dispensa a publicação de balanços de grandes empresas nos jornais e permite que essas informações obrigatórias sejam publicadas apenas em sites da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e da entidade administradora do mercado em que os valores mobiliários da companhia estiverem admitidas à negociação, além do próprio endereço eletrônico.

“Além de ir na contramão da transparência de informações exigida pela sociedade, a MP afronta parte da Lei 13.818, recém aprovada pela Câmara e pelo Senado e sancionada pelo próprio presidente da República em abril. Por essa lei, a partir de 1º de janeiro de 2022, os balanços das empresas com ações negociadas em bolsa devem ser publicados de modo resumido em veículos de imprensa na localidade sede da companhia e a sua integralidade nas versões digitais dos mesmos jornais”, diz a nota da ANJ.