Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Porta-voz: Crime de Glenn é ‘entendimento pessoal’ de Bolsonaro

Equipe BR Político

O porta-voz da Presidência, Octávio do Rêgo Barros, explicou que a opinião de Jair Bolsonaro de que o jornalista Glenn Greenwald cometeu um “crime” é um “entendimento pessoal”. É a segunda vez no dia que o governo saca a carta da “versão” do presidente de um fato. Em uma live na tarde desta segunda-feira, 29, Bolsonaro disse que “na sua versão” o pai de Felipe Santa Cruz, atual presidente da OAB, foi assassinado por companheiros seus da militância de esquerda durante a ditadura e não pelos militares.

Rêgo Barros foi questionado durante o briefing diário dos jornalistas. “Alguma dúvida sobre o crime?”, perguntou o porta-voz. Diante da insistência do jornalista do UOL de qual teria sido o crime cometido, Rêgo Barros insistiu que ele também não tem nenhuma dúvida sobre o “cometimento de um crime”, mas não especificou qual. “Vocês têm de entender o contexto no todo”, disse o general, diante da insistência do jornalista.