Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Porte para armas reais, proibição para as de brinquedo?

Equipe BR Político

Enquanto o governo de Jair Bolsonaro tenta flexibilizar cada vez mais o porte de armas, tem deputada do PSL querendo criminalizar o porte e a posse de simulacros de armas de fogo, ou traduzindo, quer proibir que se ande por aí com armas de brinquedo. A preposição da deputada Major Fabiana (PSL-RJ) quer detenção de um a três anos, além de multa, para quem possuir, portar e até mesmo guardar um simulacro sem permissão. Ela justifica afirmando que na “região metropolitana do Rio de Janeiro, 40% dos assaltos são praticados por simulacros, segundo dados do Ministério Público”.

Claro que a ideia foi bombardeada pelos aliados do presidente. Quem saiu em defesa da deputada foi Eduardo Bolsonaro que argumentou que a ideia é “que caso seja usado num roubo a arma de brinquedo seja considerada como se real fosse”, mas admitiu que “o texto é ruim” e que irá trabalhar para melhorá-lo.