Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Possível relator da LDO avalia já trabalhar com prorrogação da calamidade

Gustavo Zucchi

Exclusivo para assinantes

Provável relator da Lei de Diretrizes Orçamentárias neste ano, o senador Irajá (PSD-TO) admitiu que já planeja discutir a inclusão da prorrogação do decreto de calamidade em seu relatório. Ao BRP, ele disse que será preciso conversar com os líderes e com o governo e que não fará isso de forma “unilateral”.

“Confirmada essa indicação, pretendo me reunir com lideranças, governo e chegar a um denominador comum que consiga compatibilizar a necessidade de um auxílio, tanto de desempregados quanto para profissionais liberais, empresas, Estados e municípios. Precisaremos contemporizar isso dentro da LDO e depois da LOA”, disse.

Na última segunda-feira, 4, o Estadão informou que um parecer de consultorias da Câmara e do Senado sugere pavimentar o terreno para a continuidade da calamidade pública na LDO. A prorrogação depende de um novo decreto, que tem de ser editado pelo governo e aprovado pelas duas casas do Congresso.

“É obvio que se fizer a previsão do aumento do período de calamidade por três, seis meses, que seja, dentro da LDO teremos que ter essa previsão orçamentária dos recursos para assistir as pessoas e as empresas”, afirmou Irajá. “Tem que ter sintonia, não adianta aumentar o prazo da calamidade se não tivermos como socorrer os brasileiros e as empresas.”

 

Tudo o que sabemos sobre:

Irajácalamidade públicaLDO