Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Marcelo de Moraes

PP pede que Gilmar retire do plenário ação sobre reeleição na Câmara e Senado

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O Partido Progressista (PP) solicitou ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes que retire do plenário virtual (que não tem transmissão ao vivo) a ação que discute a possibilidade de reeleição dos presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP). A peça foi enviada ao gabinete do ministro a quatro dias do julgamento, previsto para começar na próxima sexta, 4. Na última sexta, 27, o PTB, de Roberto Jefferson, apresentou pedido semelhante.

O deputado federal Arthur Lira, do PP, sonha em conquista a presidência da Câmara. Maia, portanto, é seu principal adversário nesse plano.

O PP justifica a necessidade de um julgamento televisionado por considerar o tema de “elevada envergadura institucional”, com aptidão para”‘interferir de forma muito relevante nas próprias prerrogativas partidárias dentro do Parlamento” e também, “de forma grave'” repercutir no exercício e controle do poder.

Reportagem do Estadão/Broadcast indicou que a tendência hoje no plenário do Supremo é decidir que a reeleição dos presidentes da Câmara e do Senado é um assunto interno do próprio parlamento. Essa é a mesma posição defendida pela Advocacia-Geral da União (AGU) e pela Procuradoria-Geral da República (PGR), o que, na prática, abriria caminho para uma eventual reeleição dos atuais presidentes Maia e Alcolumbre.