Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Preço da carne agora depende dos açougues, diz ministra

Equipe BR Político

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, jogou a responsabilidade de baixar o preço da carne para os mercados e açougues. Em entrevista à rádio CBN na manhã desta quinta-feira, 12, ela afirmou que o preço da arroba do boi gordo pago ao pecuarista já caiu; agora, para que o recuo chegue também ao consumidor final, é preciso que mercados e açougues também reduzam seus preços cobrados.

“Os dados de ontem, em alguns Estados, já mostram recuo no preço pago ao pecuarista – até R$ 190 a arroba. Agora, o supermercado e o açougue também têm que fazer cair. O pecuarista teve uma semana de preço explosivo e subiu no mercado, agora o preço tem que cair como a arroba vem caindo”, afirmou ela. “Vamos ver se isso acontece.” Segundo a ministra, “pode ser que em janeiro já haja estabilidade.”

Tereza Cristina não quis estimar o tempo até que os preços da carne no varejo recuem. “Isso é mercado, não é papel do Ministério da Agricultura.” Ela afirmou que o avanço na arroba no mês passado era esperado, já que novembro é o período natural de entressafra do boi e também em decorrência de compras mais agressivas pela China em outubro e novembro, já que o país asiático precisa importar proteína animal em decorrência da peste suína africana. “Agora, aqui no Brasil, já está começando a entrar mais boi. Está chovendo, o pasto está vindo, e o boi que estava semipronto sai do pasto e vai para o frigorífico”, justificou a ministra.

Tudo o que sabemos sobre:

Tereza Cristinaaçouguecarnepreço