Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Prefeitura adia carnaval de 2021 em São Paulo

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), anunciou nesta sexta-feira, 24, o adiamento oficial do carnaval na cidade, tanto das escolas de samba, quanto dos blocos de rua. Segundo Covas, não será possível realizar o evento em fevereiro e a nova data das festividades deverá ser ou no final de maio ou começo de julho. “Muito dificilmente será em junho, porque coincide com os festivais de São João no Nordeste”, disse o prefeito.

Unidos do Viradouro trouxe, em 2020, o enredo: “Viradouro de alma lavada Foto: Wilton Junior/Estadão

Covas ressaltou que os blocos de carnaval na cidade reuniram neste ano 15 milhões de pessoas e arrecadaram cerca de R$ 2,75 bilhões à prefeitura. “Tanto as escolas de samba quanto os blocos carnavalescos entenderam a inviabiliade da realização do carnaval em fevereiro”, afirmou. Na semana passada, o prefeito já havia suspendido as celebrações do réveillon na Avenida Paulista, também por causa da doença.

Cancelamento da Fórmula 1

Covas confirmou também o cancelamento da prova da Fórmula 1 em São Paulo neste ano. O prefeito ainda afirmou que tentou convencer a organização do evento a mater a prova na cidade, mas ela acabou sendo cancelada junto aos Grandes Prêmios em países das Américas como os Estados Unidos e México pelo avanço da covid-19 nos continentes.

“Ao longo dessas últimas semanas, nós enviamos todos os dados à organização do evento mostrando que a realidade de São Paulo e do Estado é bem diferente da realidade brasileira, que é o que tem nas notícias que chegam tanto para os pilotos, quanto para as equipes”, afirmou. “A projeção mostra que em novembro estaremos em uma situação bem melhor do que estavam os países europeus onde já tivemos a realização de GP”, completou.

Tudo o que sabemos sobre:

CarnavalSão PauloBruno CovasFórmula 1