Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Prefeitura de SP autoriza reabertura de comércio de rua e shoppings

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Ainda nesta tarde de terça-feira, 9, o prefeito Bruno Covas (PSDB) deve anunciar a reabertura do comércio de rua na capital. A partir da quarta, 10, o funcionamento deste tipo de comércio deve ser liberado. Os horários especiais e condições de funcionamento serão explicados hoje por Covas, segundo apurou o Estadão.

Comércio na Rua José Paulino, no bairro do Bom Retiro, fechado devido a restrição

Comércio na Rua José Paulino, no bairro do Bom Retiro, fechado devido a restrição Foto: Tiago Queiroz/Estadão

Além do comércio de rua, os shoppings center devem ser liberados na quinta, 11. Imobiliárias também terão o comércio presencial de imóveis autorizado. No caso da rua, o limite de funcionamento será de quatro horas, evitando os horários de pico (das 7h às 10h e das 17h às 20h). A medida será tomada para evitar a sobrecarga e a aglomeração de pessoas no transporte público da cidade. Os shoppings terão que escolher entre os dois horários apresentados para o funcionamento: das 6h às 10h ou das 16h às 20h.

Para evitar aglomeração, as lojas também deverão uma lotação de 20% da capacidade máxima do local. Em shoppings, câmeras com detecção de temperatura já foram instaladas. Marcadores estão sendo colocados para manter a distância de 1 metro entre os clientes. O Estado de São Paulo acaba de bater o recorde de mortes diárias com 334 óbitos. No último boletim liberado pela prefeitura ontem, a capital tinha 82.179 casos confirmados do novo coronavírus e 4.985 óbitos.