Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Marcelo de Moraes

Prefeitura de SP libera volta às aulas em 1º de fevereiro com restrições

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

A Prefeitura de São Paulo anunciou nesta quinta, 14, que as escolas municipais e particulares poderão reabrir para aulas presenciais a partir do dia 1º de fevereiro com capacidade máxima de 35%. Primeiramente, será feito um acolhimento somente de professores da rede pública na data e, para o dia 15, dos alunos.

“A vigilância sanitária recomenda o retorno escolar seletivo para toda a rede de ensino, com a capacidade de 35% desses equipamentos a serem ocupados. É possível que todas as unidades voltem a funcionar, mas com capacidade máxima de 35%”, afirmou o secretário de Saúde, Edson Aparecido.

Os alunos receberão máscaras e copos para evitar o contato com bebedouros. “Na rede municipal, teremos um primeiro momento de planejamento, acolhimento dos professores.”

As escolas municipais deverão funcionar durante 5 horas diárias. O retorno será obrigatório para professores que não fazem parte do grupo de risco para a covid-19. Já para os alunos, o retorno é facultativo, segundo o secretário da Educação, Fernando Padula. Os familiares serão consultados sobre a intenção de retornar e o secretário espera que a confiança dos pais dos estudantes com o retorno presencial cresça ao longo do tempo.

O secretário de Saúde, Edson Aparecido

Tudo o que sabemos sobre:

aulasPrefeitura de São Paulo