Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Presidente da Funarte é exonerado

Equipe BR Político

Mais uma baixa na área da cultura: o presidente da Fundação Nacional de Artes (Funarte), o pianista Miguel Proença, foi exonerado nesta segunda-feira, 4. O decreto da exoneração é assinado pelo ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni. Como informa o Estadão, Proença acredita que o fato de ter defendido a atriz Fernanda Montenegro de ataques do diretor do Centro de Artes Cênicas da Funarte, Roberto Alvim, foi determinante para sua saída do cargo.

Como você viu aqui no BRP, em setembro, Alvim  disse sentir “desprezo” pela atriz, a quem também chamou de “mentirosa” e “sórdida”. Na ocasião, Proença se disse “chocado” com os comentários de Alvim, que é aliado do presidente Jair Bolsonaro. “Irritou profundamente (defender a atriz). A pessoa devia estar contrariada com ela. Não sei o porquê. Fui um dos primeiros a me manifestar. Não pensei em política, pensei em mandar um abraço a uma amiga”, disse o pianista.

Além da Funarte, a Ancine está na mira do governo. Em setembro, o então diretor do órgão, Christian de Castro, foi exonerado, e seu sucessor fez uma “limpa” na agência.

Tudo o que sabemos sobre:

funartemiguel proençaCultura