Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Marcelo de Moraes

Presidente da Fundação Palmares promete novas exclusões em lista de homenageados

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Sérgio Camargo, o presidente da Fundação Palmares que diz que o racismo no Brasil é “circunstancial”, prometeu nesta sexta-feira, 11, continuar com as exclusões do que chamou de “militantes” da lista de homenageadas do órgão. O Senado aprovou nesta semana um decreto que derrubou a portaria que retirou diversos nomes de esquerda da relação de personalidades negras da Palmares.

“A Palmares segue, na próxima semana, com as exclusões e inclusões de nomes na lista. Haverá a retirada de militantes que, embora falecidos, não têm importância histórica”, disse Camargo em seu Twitter. “Serão inseridos artistas, atletas e policiais que são, indiscutivelmente, merecedores da homenagem.” O decreto do Senado ainda precisa passar pela Câmara. Camargo tem excluído nomes progressistas e de críticos ao governo de Jair Bolsonaro da lista de homenagens da Fundação, como Gilberto Gil, Milton Nascimento e Leci Brandão. Na votação, até os líderes do governo ficaram contra a posição do atual presidente da Palmares.

https://twitter.com/sergiodireita1/status/1337465836995489797/photo/1

Tudo o que sabemos sobre:

Sérgio CamargoFundação Palmares