Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Presidente deve suprimir ‘inconstitucionalidades’ de decreto de armas

Gustavo Zucchi

Deputados da Frente Parlamentar de Segurança estão confiantes de que o decreto que ampliou o direito ao porte de arma de fogo não será derrubado pela Câmara. Apesar dos vários projetos de decretos legislativos apresentados para sustar o decreto de Jair Bolsonaro, o presidente Rodrigo Maia tem conversado com o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni para que o Planalto suprima do texto os pontos considerados inconstitucionais. A ideia do deputado Capitão Augusto, coordenador da Frente, é pegar os pontos suprimidos e apresentar como projeto de lei no Congresso.

“O diálogo (entre Maia e Onyx) está muito bom. Vão acertar por lá mesmo. Eles suprimem o que for problema. Não precisa tirar o decreto inteiro. O que eles acharem que é inconstitucional, eu apresento como projeto de lei aqui via Frente Parlamentar de Segurança”, disse. Na reunião de líder na terça-feira passada, a oposição tentou pautar algum dos decretos legislativos sobre o tema, mas foram vencidos pela maioria. Líderes do Centrão procurados pela reportagem também afirmaram que Maia não deve derrubar no plenário o decreto presidencial. /G.Z