Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Presidente diz que não vai deixar ‘quebrar’ companhias aéreas

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O presidente Jair Bolsonaro se mostrou nesta segunda, 16, sensível ao apelo das companhias aéreas que veem suas receitas reduzidas em razão da pandemia do coronavírus. “Vamos agir na questão das áreas, que estão perdendo clientes, vamos deixar quebrar ou vamos apresentar uma alternativa? No meu entender, quebrar é a pior alternativa que existe”, afirmou ele à Rádio Bandeirantes.

O presidente, Jair Bolsonaro

O presidente, Jair Bolsonaro Foto: Dida Sampaio/Estadão

Conforme o Broadcast antecipou, a área técnica do governo estuda oferecer às empresas aéreas um mecanismo de adiamento do pagamento de tributos – uma espécie de “waiver”. Além disso, o ministro da Economia, Paulo Guedes, recomendou que as companhias do segmento busquem linhas de crédito disponíveis.

Também hoje, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, demonstrou preocupação com o contingente de trabalhadores fora da rede de seguridade social, como os motoristas de aplicativos, quando questionado sobre dispositivo na lei do teto de gastos para momentos extraordinários de crise, como esse, que podem ajudar a liberar mais recursos para conter o avanço do coronavírus no Brasil.