Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Presidente pede população de verde e amarelo no domingo

Alexandra Martins

Com reprovação em alta, o presidente Jair Bolsonaro fez um apelo nesta terça, 3, para que as pessoas saiam de verde e amarelo no domingo, 7 de setembro, dia em que se comemora a independência da colônia da metrópole portuguesa. Bolsonaro sabe da tentativa frustrada do mesmo pedido feito pelo ex-presidente Fernando Collor, mas sustenta que desta vez é diferente, dado que, segundo ele, “não é o nosso caso. Nosso caso é o Brasil. Não é para me defender, ou defender quem quer que seja. É para mostrar para o mundo que aqui é o Brasil. Que a Amazônia é nossa”.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, convida população a ir às ruas de verde e amarelo no 7 de setembro

Foto: Dida Sampaio/Estadão

Desta vez, no entanto, a maior parte da população não está satisfeita com a atuação do Planalto em relação à questão ambiental. Segundo recente pesquisa da XP, 44% dos entrevistados consideram as medidas do governo para combater as queimadas na Amazônia como ruins ou péssimas. Na mesma linha, a consultoria Ideia Big Data também detectou que a maior parte da população (47%) discorda do discurso do governo brasileiro de que os interesses internacionais na região ameaçam a soberania do Brasil, conforme você leu no relatório BRPolítico Fique de Olho, exclusivo para assinantes.

Assine o BR Político para ter acesso a produtos e informações exclusivos. Clique neste link para se tornar um assinante.

Tudo o que sabemos sobre:

Amazônia7 de setembroJair Bolsonaro