Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Presidente reclama de Maia: ‘Ataque frontal me chamar de irresponsável’

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

Ao minimizar mais uma vez os efeitos da pandemia pelo coronavírus, classificando agora de “histeria” as medidas de combate ao vírus, o presidente Jair Bolsonaro rebateu nesta segunda, 16, as críticas feitas ontem pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia, que chamou de “total irresponsabilidade” o fato de o inquilino do Palácio do Planalto ter se aproximado de apoiadores durante ato em defesa do governo e contra o Congresso, em Brasília. “Maia me chamou de irresponsável, fez um ataque frontal. Nunca tratei ele dessa maneira. É um jogo. Desgastar, desgastar, desgastar. Tem gente que está em campanha até hoje para 2022, dando pancada em mim o tempo todo”, disse ele. “Maia, Alcolumbre e Doria estiveram em evento com aglomeração. Que exemplo deram”, seguiu, em referência à participação deles no evento de estreia da rede CNN de TV, no último dia 9, em São Paulo. Bolsonaro relativiza ao dizer que está “pronto para conversar com o Congresso, mas está em jogo uma disputa de poder” com o trio. Segundo ele, “dá para reverter críticas a Maia, é só começar a trabalhar pelo Brasil”.

O presidente, Jair Bolsonaro

O presidente, Jair Bolsonaro Foto: Alan Santos/PR

Nesta segunda, a Bolsa de Valores de São Paulo, a B3, brasileira abriu em forte queda e acionou, pela quinta vez em duas semanas, o “circuit breaker”, conforme você lê aqui no Estadão.