Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Preso por morte de Marielle já foi homenageado na Alerj

Equipe BR Político

Mais um caso de suspeitos de crimes sendo homenageado na Alerj. Desta vez é o policial militar reformado Ronnie Lessa, preso na manhã desta terça-feira, 12, suspeito de ter disparado os tiros que mataram a vereadora Marielle Franco e o motorista Anderson Gomes. Ele foi homenageado na Alerj há mais de 20 anos. A justificativa para a condecoração foi a maneira como Lessa “vem pautando sua vida profissional como policial militar do 9 Batalhão de Polícia Militar (BPM)”, indica o texto protocolado na época, segundo o G1

Lessa recebeu uma moção de congratulações, aplausos e de louvor no final do ano de 1998.O autor da condecoração é o deputado Pedro Fernandes Filho, já falecido, que era avô de Pedro Fernandes Neto (PDT), outro ex-parlamentar estadual que atualmente é secretário de educação do governador Wilson Witzel (PSC).