Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Presos, mas com salário

Vera Magalhães

Políticos ou conselheiros do Tribunal de Contas do Estado do Rio investigados por esquemas de corrupção como os da Lava Jato continuam recebendo salários, o que drena R$ 3 milhões mensais dos cofres do Estado, que já enfrenta uma séria crise fiscal. A informação é do jornal O Globo, que mostra que são 29 os investigados, 16 deles presos atualmente, que continuam recebendo religiosamente salários que, em alguns casos, superam R$ 40 mil por mês.