Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Pressão para Alcolumbre não ser ‘bobo da corte’

Equipe BR Político

Aliados do governo pressionam o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), para que não aceite a articulação do centrão da Câmara para derrubar o veto do presidente Jair Bolsonaro aos R$ 30 bilhões em emendas de relator do Orçamento. O presidente do Senado foi orientado a resistir à articulação do líder do PP na Câmara, Arthur Lira (AL), para não se transformar em um “bobo da corte” – nas palavras de um parlamentar – e entregar o controle do Orçamento nas mãos dos deputados federais, informa Daniel Weterman, do Broadcast Político. Ao longo dia, Alcolumbre se reúne com líderes da Câmara e do Senado para discutir os vetos.

O relator do Orçamento, deputado Domingos Neto (PSD-CE), não descartou a possibilidade de a votação ser adiada para amanhã, quarta, 4, em entrevista à rádio CBN nesta manhã. Como você leu ontem em nossa newsletter BRPolítico Analisa, boa parte dos senadores está disposta a manter o veto presidencial. Num recorte por partidos, quase todos os 14 senadores do MDB devem ficar ao lado do governo.