Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Previsão que onda atinja outra barragem

Equipe BR Político

A Agência Nacional de Águas (ANA) informou, por nota, que a onda de rejeitos formada com o rompimento da barragem da Vale na Mina do Feijão, em Brumadinho (MG), deve atingir a barragem da Usina Hidrelétrica Retiro Baixo em cerca de dois dias e possibilitará amortecimento da força dos rejeitos. “A barragem da Usina Hidrelétrica Retiro Baixo está a 220 km do local do rompimento e possibilitará amortecimento da onda de rejeito. Estima-se que essa onda atingirá a usina em cerca de dois dias”, aponta a nota.

ANA informa ainda que monitora “a onda de rejeito” e coordena ações para manutenção do abastecimento das cidades que captam água ao longo do rio Paraopeba, informa Bárbara Nascimento, do Estadão.

Tudo o que sabemos sobre:

ANABrumadinhobarragem