Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Primeira quinzena de abril registra queda em pedidos de seguro desemprego

Equipe BR Político

Exclusivo para assinantes

O número de pedidos de seguro de desemprego na primeira quinzena de abril caiu 13,8% em relação com o mesmo período do ano passado. De acordo com o Ministério da Economia, foram registrados 267.693, pedidos nos primeiros 15 dias de abril. No ano passado, 310.509 pedidos foram feitos, informou a equipe econômica, nesta terça-feira, 28,  em coletiva de imprensa. Até o momento, na segunda quinzena de abril, houve 235.328 solicitações.

No acumulado do ano até o dia 15 de abril, o recuo é de 8,7% em relação ao mesmo período do ano passado, de dois milhões para 1,830 milhão. O secretário especial de Previdência e Trabalho, Bruno Bianco, e de Trabalho, Bruno Dalcolmo, explicaram que há um represamento de pedidos, de cerca de 200 mil, devido ao fechamento de agências do SINE, embora estejam funcionando de forma remota. Considerando esse represamento, a Economia calcula que haveria aumento dos pedidos de seguro desemprego ante 2019, mas que não ultrapassaria 150 mil, disse Bianco.

Na avaliação de Bianco, os dados mostram que o Brasil, diferentemente de outros países do mundo, está conseguindo preservar empregos formais. “Temos aumento do desemprego, mas Brasil está conservando muitos empregos”, disse.

Tudo o que sabemos sobre:

seguro-desemprego