Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Prioridades de Bolsonaro também na lista de Maia e Alcolumbre

Gustavo Zucchi

As prioridades elencadas no discurso que o presidente Jair Bolsonaro enviou para a abertura dos trabalhos do ano Legislativo batem muito com o que desejam os presidentes das duas Casas, Rodrigo Maia (Câmara) e Davi Alcolumbre (Senado). Ao todo foram elencadas oito pautas que o Planalto considera “fundamentais” para serem debatidas no Parlamento. E parte delas também foi citada nas falas de Maia e Alcolumbre. Por exemplo, o Plano Mais Brasil (constituído das PECs emergencial, dos fundos e do pacto federativo), que está entre os pedidos de Bolsonaro, também foi destacado pelo presidente do Senado. Outra pauta que deverá ser votada pelos senadores logo de cara é o novo marco do saneamento, elencado como prioritário pelo Executivo.

Foi citada na mensagem presidencial também a reforma tributária, sempre colocada por Maia como “prioridade número um” do Congresso em 2020. A autonomia do Banco Central também já destacada pelo presidente da Câmara como uma das matérias que deverão ir para plenário assim que possível, provavelmente até mesmo pulando etapas, como a CCJ. Os outros projetos destacados por Bolsonaro foram a MP do Verde e Amarelo, a privatização da Eletrobrás, a MP do Contribuinte Legal e o Plano de Promoção do Equilíbrio Fiscal.