Imagem da Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

por Vera Magalhães e Marcelo de Moraes

Nada de privatizar BB, CEF e Petrobrás, diz Salim

Equipe BR Político

Se dependesse do secretário especial de Desestatização, Desinvestimentos e Mercados, Salim Mattar, o governo federal privatizaria a Petrobrás, a Caixa e o Banco do Brasil, mas como quem manda é o presidente Jair Bolsonaro, os três ativos não vão entrar na lista de estatais à venda, informa o UOL.

Salim Mattar, secretário especial de Desestatização, Desinvestimentos e Mercados, no Ministério da Economia

Salim Mattar, secretário especial de Desestatização, Desinvestimentos e Mercados, no Ministério da Economia. Foto: Gabriela Bilo/Estadão

“Caixa, Petrobrás e Banco do Brasil não está no nosso mandato para privatização“, afirmou ele à publicação. Como já sabido, a venda dos Correios, da Casa da Moeda e da Eletrobrás vai depender do aval do Congresso. Rodrigo Maia, presidente da Câmara, afirmou nesta quinta, 3, que a da Eletrobrás tem sua benção, e inclusive reforçou uma vez mais sua campanha de depreciar o patrimônio, já sabendo que a briga vai ser boa com seus pares.

“Acho que o custo da administração da Eletrobras prejudica muito o Estado brasileiro. É um custo de administração de pessoal mais caro que a medida do custo de mão de obra do setor. Isso acaba gerando prejuízo à sociedade”, disse.